Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
fechandoabocatecnicas2

Um Ano Sem Lixo


Como Elaborar Uma Página No Google+


Ou sai o papel de parede ou saio eu, teria dito o escritor Oscar Wilde, ao se assinalar em um hotel de Paris. Mesmo sendo assim, quanta gente não carrega a residência nas costas, como um fardo que irão arrastando entre choramingas e lamúrias pela estradinha sem graça da vida. E quantas novas abrem mão da perspectiva de expressar-se a partir do lugar onde vivem e simplesmente delegam o tópico, condenando-se a viver em casas com almas emprestadas, em geral, do decorador mais fashion ou do arquiteto da moda. Apesar de tudo, a imagem de residência está impressa pela nossa imaginação, faz porção dos nossos mitos mais antigos.


Moradia: um lugar pra onde voltar, um refúgio, um abrigo…e que seja aconchegante e nos proteja dos tumultos da vida. Deste jeito, aproveite esse clima de ano-novo, vida nova para desenvolver um canto seu, com a tua cara, onde você possa “guardar os amigos, os livros e os discos, e nada mais”…assim, feito na música!


Tem coisa pior do que em pleno calorão de janeiro tentar se refestelar naquele sofá de veludo que é uma delícia no inverno? Ou mergulhar com o smartphone pra horas de papo com a melhor amiga pela cama esbelta, contudo coberta com aquela manta de lã favorita? As casas são vivas, orgânicas, até.


OK, excessos à parcela, que tal deixar entrar o ar da estação em sua casa. No verão, capas de algodão nos sofás, colchas de piquet, almofadas coloridas, flores da estação. Tenho uma amiga que é mestra nesta arte tão árduo: agregar materiais de forma a que eles formem um conjunto harmonioso, onde os olhos pousem, feito pássaros, um minuto e se encantem.

  • SIM - o Canadá precisa de (Diversos) imigrantes
  • Meu Dinheiro zoom_out_map
  • Planos a partir de R$ 3,33
  • Promoções sazonais/em datas especiais
  • Luis Felipe Brucate Ramalho disse: 12/08/doze ás 13:19

O truque é agrupar objetos com foco ou cor ou maneira similar ao invés de deixá-los espalhados por aqui e ali. Os japoneses são mestres em sondar as escolhas dos vazios. Contudo, minimalismo sem alma é puro tédio. O segredo do despojamento é pura arte e muita experimentação. Irá com calma, experimente com fatos.


Siga as dicas da Noura e ouse na seleção das cores, no final das contas, o pior que poderá acontecer é você ter que obter outra lata de tinta e pintar tudo novamente. Brincadeira, é claro, contudo a toda a hora tenho a impressão de que para um povo, como nós, que vive debaixo do sol e rodeado por essa festança de cores, somos tão comedidos! De todo modo, mesmo se tua opção prosseguir sendo os beges e os brancos, liberte teu espírito Frida Kahlo e ouse brincar com as cores nos móveis e acessórios, almofadas, flores, penduricalhos e tapetes! Os materiais afetam nosso estado de espírito e interferem em nosso humor. Mesmo sabendo disso, a gente acaba guardando coisas que não nos dizem nada, não executam nenhum sentido, como se pertencessem a outra pessoa.


Guardamos até objetos que nos trazem más recordações, simplesmente já que não conseguimos nos ver livres deles….aproveite o ano-novo pra mudar isso. Dê uma voltinha pela sua moradia tirando todos os instrumentos, fotos e enfeites que por alguma justificativa - qualquer desculpa - você não gosta. Não tem que ser racional, ao contrário, tente ouvir o que tua intuição diz. Arrume tudo numa mala e deixe longe da sua vista por qualquer tempo. Depois desse tempo, aí sim você poderá decidir o que vai preservar e o que vai doar para alguém….e, acredite, em geral a gente acaba doando mesmo!

Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl